Central de Atendimento: (21) 3385-2000
Redes Sociais:
Início > nutricao-oncologica > Alimentação e controle da constipação provocada por analgésicos opioides
12853

Alimentação e controle da constipação provocada por analgésicos opioides

Por Mônica Benarroz – Nutricionista do Americas Oncologia.

O uso regular de analgésicos opioides, tais como a codeína, a metadona, a morfina, a oxicodona e o tramadol, é muito comum no tratamento de dor crônica, moderada ou severa, pelo rápido efeito que promovem no alívio da dor. No entanto esses analgésicos provocam um tipo de constipação mais difícil de tratar.

A constipação provocada por opioide é caracterizada por fezes endurecidas, dificuldade de evacuar ou sensação de evacuação incompleta, grande desconforto abdominal, dor, além de angústia e medo de comer. Por isso, alguns pacientes preferem sentir dor a usar o medicamento na dose certa. Se, por um lado, suspender o opioide pode aliviar a constipação, por outro lado, sentir dor nunca foi um bom negócio.

Tanto a dor quanto a constipação impactam negativamente na qualidade de vida do paciente, podendo levá-lo ao isolamento, ao baixo consumo de alimentos e à piora do estado geral.

Para amenizar essa angústia para os pacientes e familiares, seguem algumas dicas alimentares que podem melhorar a função do intestino durante o uso de analgésico opioide.

Dicas alimentares:

  1. Aumente o consumo de líquidos em geral – pelo menos 2 litros por dia.
  2. Beba suco de frutas laxativas (ameixa, figo, laranja, manga, mamão) pelo menos 1 vez por dia.
  3. Aumente o consumo de azeite na alimentação, adicionando ao próprio prato (1 a 2 colheres de sopa).
  4. Faça um creme de ameixa com figo desidratado (ou tamarindo) e coma 1 colher de sopa 2 vezes ao dia. É muito simples de fazer: compre 50 g de cada fruta e deixe as frutas desidratadas de molho em uma vasilha com 1/2 xícara de água filtrada por 2 horas. Quando as frutas estiverem amolecidas, bata com um garfo até fazer um creme homogêneo. Guarde em geladeira.
  5. Evite cereais integrais (arroz, pão, biscoito). Eles aumentam o bolo fecal e podem piorar a dificuldade de evacuação, devido ao trânsito intestinal estar mais lento. Os cereais integrais também aumentam gases intestinais piorando o desconforto abdominal.

Vale lembrar que ser ativo (o quanto possível), ter uma alimentação laxativa, colorida e balanceada e usar o laxante prescrito pelo médico são importantes para o melhor resultado do tratamento, tanto da dor quanto da constipação.

Compartilhe: