CENTRAL DE ATENDIMENTO
Conheça as unidades

Início > Histórias de superação > Eliane Bárbara dos Santos
15622

Eliane Bárbara dos Santos

Há exatos cinco anos, 27/10/14, foi retirado do meu corpo um mal menor que um grão de arroz mas que poderia ter sido fatal. Com ele aprendi o valor da vida e quão grande e misericordioso é o meu Deus.

Caramba! Lembro-me do dia q recebi o diagnóstico. Senti-me flutuando e minha mente fez uma retrospectiva da vida em velocidade máxima. Uma confusão de sentimentos que não sei explicar.

Em poucas horas já estava no consultório da masto indicada pela amiga e médica q descobriu o maldito. Mesmo sabendo da gravidade saí de lá mais aliviada, esclarecida e com a certeza q te daria certo. Teria q atravessar esse deserto, era um desafio. E pensei: Desafios são para os fortes. Sou forte. Tenho Deus.

Já sem o ca vamos ao tratamento. Conheci o grande LG, aquele q nasceu para ser oncologista e sem rodeios me informou: serão 6 ciclos de quimioterapia, 33 de rádio, 18 de imunoterapia, 5 anos de tamoxifeno e vamos por um cateter para não sacrificar vc . Ok!

Diante disso poderia escolher sofrer ou curar-me. Escolhi a cura.

O que eu fiz?! Dobrei meus joelhos e agradeci ao meu Deus oportunidade de tratamento que muitos não tiveram.

O tratamento era devastador e ainda tive q encarar uma trombose no meio do caminho.

Aquela droga abençoada invadia meu corpo devastando tudo, machucava minha alma mas nunca me senti derrotada e sempre estive, na maioria das vezes , com sorriso e bom humor conforme a grande enfermeira @marciacarmo dizia “nunca reclamou e sempre sorrindo”.

Claro que apoio da família e alguns amigos foi fundamental.

Minha irmã acompanhou cada agulhada em mim, sofria mais que eu rsrs. Via nos olhos das minhas filhas o medo e a incerteza mas sempre coladinhas comigo. E o que dizer do meu marido! Aprendeu até dar injeção rsrs. Na saúde e na doença. Meu fechamento.

Careca! Ah! Era estilo. Diferente.

Enfim, hoje carrego com orgulho a minha cicatriz como marca da Vitória.

Superação!!

Glória a Deus!

Compartilhe: