11 3003-3286 11 97249-4624

CENTRAL DE ATENDIMENTO
Conheça as unidades

9913

Luciano Busnardo

HDS_Luciano Busnardo

Não sabemos jamais quando certos tipos de doença vão afligir nosso corpo, aparentemente muito saudável. Nos meus 66 anos de idade, mais precisamente, no dia 22 de setembro de 2008, o mal-estar se agravara, já que a dor estava aumentando no meu ventre, e, nesse dia, quase que eu vomitara a minha alma no banheiro. Os familiares, apavorados, me levaram à emergência do hospital. Era uma segunda-feira. Assistido pela médica que estava saindo do seu plantão dominical, e, como eu estivera ali com as mesmas dores no domingo à noite, imbuída pelo espírito de Hipócrates, essa médica redigiu um relatório e entrou em contato com o meu plano de saúde (DIX).

Eu nunca imaginara que, como policial civil, tendo providenciado socorro a muita gente, ia entrar em uma ambulância, salvo se fosse vítima de um acidente grave qualquer ou mesmo de um tiro disparado por alguém que eu combatia há 40 anos em prol da sociedade. Me vi deitado em uma maca, atado, para não cair, vendo minha esposa ao meu lado. Eu escutava e/ou acionava sirene para prestar serviço ao Estado sem jamais ter prevaricado ou extorquido alguém.

Ao chegarmos, fui conduzido de maca à emergência, onde aguardei o meu destino e o que combalia meu corpo já um pouco debilitado. Na verdade, DEUS sabe o que faz, pois o acaso não existe. Após ser examinado, fui conduzido a uma enfermaria. Mais tarde, fui atendido e examinado, superficialmente, por três médicos. Eles se acercaram de mim, não médicos, mas, sim, verdadeiros anjos responsáveis e competentes, enviados por alguém superior. Recebi a triste notícia que havia um tumor cancerígeno no meu intestino grosso, o que foi corroborado com os exames que fiz.

Aí é que chega o momento crucial de nossa existência neste planeta. Pensei em mil coisas: esposa, filhos, netos, amados vizinhos e companheiros da minha amada Polícia Civil, hoje, desacreditada. Já estava aposentado. Foram feitos todos os procedimentos médicos no meu corpo, e aquela coisa má fora extirpada pelos três anjos de vestimenta branca que me acudiram. Apesar de tudo, guardo e sempre guardarei comigo esses médicos competentes que me salvaram: os dois Drs. Rodrigo, Flavio Sabino e a digna e competente equipe. Quando acordei, parecia que eu despertara novamente para a VIDA. O pior passara. Tive alta, porém, os já citados esculápios nunca me abandonaram com telefonemas, e eu, apesar de tudo, passei a tê-los como verdadeiros anjos da guarda.

Fui encaminhado por eles para o quarto anjo da guarda. Quando cheguei, com esposa, filha e genro, à COI (Clínicas Oncológicas Integradas), em Botafogo, fui levado ao consultório do Dr. Fernando Meton de Alencar, que, até hoje, é meu oncologista. Após uma entrevista, senti que estava sendo guiado à ressurreição de uma nova vida. Foram cinco anos de exames, de três em três meses, apesar de não ter sido submetido à quimio e à radioterapia, até que tive alta, mas continuei, por meu interesse, a realizar exames anualmente.

O que fora um mar bravio, hoje é um rio tranquilíssimo, onde fico sentado apreciando águas límpidas e cristalinas, graças à fé e à assistência do sempre amigo, doutor Fernando Meton, o qual nunca deixa fugir do seu controle aqueles que ele trata, pois, mesmo com alta, continuo anualmente a fazer colonoscopia, porque eu sei o que passei.

Essas palavras puras e sinceras repasso-as aos meus queridos “irmãos” que estão passando pelo mesmo problema. Aprendi com o doutor Fernando Meton que, durante os cinco anos de tratamento (ou mais), aprendam a confiar na luz que emana de suas famílias e verdadeiros amigos, porque, com um anjo da guarda a tratar de você, de corpo e alma, e, como já disse, com FÉ no Mestre dos mestres, VOCÊ JÁ ESTÁ CURADO, pronto para seguir sua caminhada, como um bom samaritano.

Desejo, de coração, que os ensinamentos de Hipócrates, como iluminaram esses médicos que fiz questão de citar nominalmente, também o faça em todos aqueles que vivem, quase no anonimato, a SALVAR VIDAS.

Muito obrigado.

Compartilhe: