CENTRAL DE ATENDIMENTO
Conheça as unidades

1371

Valdelice Silva Gomes Camara

Foto da Ana Cristina Capano Monteiro que contou sua Historia de Superação Descoberta Em exames de rotina, aos 38 anos, foi descoberto um tumor nódulo na mama esquerda que, eu acreditava, seria apenas uma massa cebácea. Mas o resultado da biópsia trouxe o duro diagnóstico, e o chão faltou, mas apenas por alguns momentos, pois revestimo-nos de forças na medicina e em Deus acima de tudo e a batalha começou. Apoio Familiar Deus me deu uma família maravilhosa, pai, irmãos, primos, sogra e sogro que são também meus pais, pois cuidam de mim, filhos de 10 e 6 anos que cooperam em tudo no meu tratamento com cabecinhas de gigantes e um marido que não podia ser melhor em todo o amor, e carinho e compreensão que tem me oferecido. As Amizades As irmãs que não tive, Deus me deu, pois amigas se tornaram irmãs. Minha ajudante em casa tornou-se grande amiga, ajudando a suprir todas as minhas necessidades. Os amigos tornaram-se peças fundamentais nas nossas vidas. Como diz Pv. 17:17 (Bíblia), “Em todo o tempo ama o amigo e na angústia nasce o irmão.” A COI Encontrei na COI um interesse e preocupação personalizados. Cada ligação que recebo mostra-me que nela eu existo como pessoa e não como simplesmente uma “pessoa doente”. A COI se preocupa com a excelência do meu tratamento. Sua Equipe Médica Dr. Luiz Martino, Dr. José Ricardo Conte e sua esposa Selene são “tudo de bom”, inclusive Zélia, a secretária. Agradeço a Deus todos os dias pela vida e conhecimento que eles têm buscado para ajudar a resolver o meu problema. Jamais os esquecerei. O Corpo Multiprofissional Agradeço a Deus pelos avanços da medicina oncológica e por haver profissionais nesta área que não medem esforços para buscar conhecimentos que me favorecerão. Agradeço a Deus por cada atendente das instituições por onde tenho andado, cada cumprimento recebido, cada telefonema dado com educação e carinho; isso faz toda a diferença no meu tratamento. Sem falar da enfermagem, que tem sempre um sorriso e “um papo pra bater”. A Superação Minha situação hoje: não tenho a mama esquerda e estou sem os cabelos (por enquanto). Uso um catéter e ainda me restam quatro meses de quimio e 30 sessões de rádio. Porém, sempre tenho um sorriso para oferecer, pois com tudo o que relatei acima e com a fé que Deus tem me dado, chorar por quê? Já me vejo daqui a dois anos, quando tudo isso será uma história para contar e para ajudar pessoas que também vão trilhar esse caminho. Obrigada COI. Obrigada meu Deus.

Compartilhe: